5 soluções para pessoas que acumulam abas demais no Google Chrome

mm

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.
mm

Você entra na internet, no computador ou pelo celular… Vai abrindo abas, deixando para ver seus conteúdos mais tarde–ou talvez nunca–e acaba acumulando vários links abertos no navegador. Se essa é uma cena familiar na sua rotina, alguns aplicativos e extensões para o Google Chrome podem ajudar a organizar a sua vida na web gratuitamente. Veja algumas opções testadas pela Exame.com a seguir:

Pocket

Pocket é um dos aplicativos mais interessantes do segmento. Ele permite que você salve links diretamente do navegador, com apenas um clique na sua extensão. Ao ir para a sua lista de itens salvos, todas as páginas que você selecionou estarão lá, apenas esperando para serem lidas.

O aplicativo do Pocket para Android e iPhone também é muito útil porque faz o download automático dos textos da grande maioria dos sites. Entretanto, se você for um ávido colecionador de links, é melhor limitar o espaço de armazenamento usado pelo app no seu smartphone.

Para isso, é preciso acessar o menu de configurações, selecionar a opção “Definir limites de armazenamento off-line” e escolher quando espaço você quer permitir que o Pocket utilize.

OneTab

A extensão gratuita OneTab faz uma coisa muito simples: cria uma lista com os links das páginas que estava abertas no seu navegador. Segundo a empresa por trás do app para Chrome e Firefox, fazer isso economiza 95% da memória RAM do computador.

Instapaper

Assim como o Pocket, o Instapaper é uma opção gratuita para salvar links no navegador ou no smartphone (Android ou iPhone). A interface de leitura é bem limpa e chega a lembrar a do Medium. O interessante desse app é que ele tem integração com o Kindle. Para isso, basta entrar nas configurações da extensão, colocar seu e-mail vinculado ao seu aparelho e configurar de quanto em quanto tempo você quer que os textos sejam enviados ao seu leitor digital.

Send to Kindle

Esta solução é para quem usa um Kindle, o leitor de livros digitais da Amazon. Essa extensão para Chrome permite que você envie textos que serão baixados no seu Kindle, desde que ele esteja conectado a uma rede Wi-Fi.

Se você tem ou já teve mais de um leitor eletrônicos desses, é bom olhar na sua conta da Amazon qual é o e-mail vinculado ao seu aparelho atual para não haver confusão no compartilhamento de conteúdos.

Extensão do Facebook

Os usuários mais ávidos do Facebook sabem que é possível salvar os links da rede social. Basta tocar no ícone de três pontos no canto superior direito da postagem em questão e selecionar a opção “Salvar publicação”).

Uma extensão grátis para Chrome mostra todos os links salvos lá em uma lista rapidamente acessível a partir da barra de tarefas do browser.

Sem apps

Se você não quiser usar aplicativos, outra dica é passar a usar a pasta de favoritos do Chrome com mais frequência. Em uma janela com vários links relacionados a um mesmo assunto, você pode usar o atalho de teclado Ctrl + Shift + D (Command + Shift + D no Mac) para salvar tudo em uma pasta dentro dos favoritos.

Este conteúdo foi publicado originalmente em Exame.com

Compartilhe.

PinIt
Top
%d blogueiros gostam disto: