E-Zine Exclusivo para o Whastapp

A importância do Inglês para a TI e a zona de conforto

foto_ramos A importância do Inglês para a TI e a zona de conforto

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.
foto_ramos A importância do Inglês para a TI e a zona de conforto

Este teria que ser um daqueles artigos que nem seria necessário ser escrito se a realidade fosse diferente. Vejo muitos universitários e profissionais do mercado que não possuem o inglês nem a nível intermediário, o que obriga a escrever este artigo. Vamos direto ao ponto:

  1. Apenas 20% do conhecimento tecnológico do mundo estão em português.

Aqui vale pra todo mundo. Desde universitários, funcionários e empresários. Quer ter diferenciação no mercado, inovação, solução rápida de problemas, conhecimento? 98% do conhecimento mundial estão em inglês, somente 20% está em português.

  1. Os melhores salários em TI estão para quem tem o inglês, no mínimo, avançado.

Ouço reclamações de salários em diversas empresas de profissionais do mercado. Mas os melhores salários do mercado estão para aqueles profissionais que tenham no mínimo o inglês avançado. Cada vez mais empresas multinacionais compram empresas nacionais com o objetivo de entrar em nosso mercado; precisam adequar seus softwares a enorme burocracia que só existe no Brasil; As empresas nacionais querem se tornar internacionais. E como é difícil encontrar profissionais de TI com inglês bom. Faça uma comparação em sites de emprego: os melhores salários exigem inglês no mínimo avançado.

  1. Carreira/empresa internacional

Pra que investir somente no Brasil se temos um mundo de opções? Pra que fazer uma graduação, especialização ou mestrado no Brasil, se temos um mundo de opções com universidades muito melhores? Só pra lembrar: A USP que é a melhor do Brasil e da América Latina está na posição 160 do mundo. Existem outras 159 melhores opções no planeta. E as 10 melhores em TI ficam nos EUA. E as pessoas ficam sonhando só com USP e ITA. Se soubessem que o processo de seleção dos outros países são mais fáceis que o ENEM, tentariam outras opções.

  1. “Ah, quero me diferenciar do outros, ao invés de inglês vou aprender Espanhol e Alemão”.

Quantas e quantas vezes escuto isso! Diferenciar de quem se nem o básico você tem em inglês? Pra se diferenciar primeiro você tem que igualar. Pare com esse pensamento burro. Desculpe quem discorda, mas é burrice este pensamento e, enquanto não me mostrarem um exemplo real que isso realmente diferenciou vou continuar pensando que é burrice. A menos que deseje seguir a carreira de academico, mas continua sendo burro. Mas tudo bem tem gente que tira a cucuta do nariz e põe debaixo da mesa…

Acredito que apenas estas 4 questões são mais que suficientes para deixar claro a importância do inglês na carreira de TI. E o faça sair da sua zona de conforto que vá buscar pelo menos o seu inglês avançado.

E vale para engenheiros também. Tenho amigos engenheiros que não sabe inglês e tenho os que sabem muito bem. Os que não sabem têm excelentes empregos com excelentes salários, mas longe de tudo e de todos. Os que têm inglês no mínimo avançado, estão em grandes centros, viajam o mundo e tem salários melhores. É uma área que faltam profissionais. Mas o que você prefere? Ficar vários meses isolados no meio do nada, fazendo longas viagens pra reencontrar a familia, mesmo ganhando bem; ou morar num grande centro, ganhando muito bem, não gastando tantas horas (ou dias) de viagem pra encontrar a família e ainda viajar ao mundo? É uma questão pessoal – ou falta de opção – mas o inglês é fundamental na vida profissional de todos.

Por isso, saia de sua zona de conforto e explore o mundo.

 

Top
%d blogueiros gostam disto: