E-Zine Exclusivo para o Whastapp

Aplicações mobile: Web ou Nativa?

foto_ramos Aplicações mobile: Web ou Nativa?

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.
foto_ramos Aplicações mobile: Web ou Nativa?

Na semana passada a notícia de que o Facebook abandonou sua aplicação Web Mobile para lançar uma versão totalmente nativa com iOS, reascendeu a discussão sobre construir aplicações mobile usando linguagens nativas (Android, iOS, Windows Phone, outros) ou Web. Vale lembrar que outros já fizeram o caminho contrário: o Finantial Times chegou a ter sua aplicação removida da App Store para ter como única opção a versão web.

html5_native-300x140 Aplicações mobile: Web ou Nativa?

Quando devemos construir uma aplicação com web ou nativa? Diversos posts e artigos abordam essa questão.

Se escolher construir uma aplicação com Web teremos como vantagens e desvatagens:

  • A aplicação que pode rodar em múltiplas plataformas.
  • Atualização rápida e abrangente. Não é necessário passar por Apple/Play Store ou ter que esperar o usuário baixar uma versão nova.
  • Por atender várias plataformas mobiles diferentes, a UX do aplicativo não terá o tom característico do dispositivo.

Já uma aplicação nativa:

  • Necessita de tempo para desenvolver código diferente para cada plataforma.
  • UX mais específica
  • SDK pode facilitar o desenvolvimento e teste dos aplicativos.
  • A atualização do aplicativo depende de Apple/Play Store e do usuário.

Essa resposta depende da definição do aplicativo. Olhando para os pontos positivios e negativos conseguimos ter uma idéia do melhor caminho a seguir.

No QConSP de 2012, Martin Fowler   abordou esse tema em sua palestra, chegando a discutir a criação de aplicações híbridas que usam a linguagem nativa com HTML 5. Aliás, esse era o caso do Facebook, onde uma casca em iOS envelopava uma aplicação HTML5.

aff_i?offer_id=1712&aff_id=22861&url_id=5679 Aplicações mobile: Web ou Nativa?

Mas às vezes é até difícil dizer o que é ou não uma aplicação. Quais critérios você utiliza para essa decisão? Qual aplicação voce acha que deveria ser transformada de nativa para web ou vice-versa? Não deixe de comentar.

Se você tem interesse em se aprofundar na web, saiba mais do nosso curso Desenvolvimento Web com HTML, CSS e JavaScript. Se quer aprender a criar uma aplicacação nativas,  conheça nosso curso de desenvolvimento móvel com Android  e desenvolvimento móvel com iOS.

Por André Silva – Blog da Caelum.

Top
%d blogueiros gostam disto: