Elon Musk – O “Homem de Ferro” da vida real

mm

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.
mm

Elon Musk tem sido diversas vezes comparado ao personagem Tony Stark dos filmes «Homem de Ferro» — sabe como desfrutar quando está no auge e não se esconde quando é criticado. É rico, genial e carismático. Saiba mais sobre esta pessoa real que parece saída da ficção.

A Tesla e a SpaceX são duas das mais inovadoras empresas dos dias de hoje, responsáveis por significativos progressos nas indústrias de carros elétricos e de viagens espaciais comerciais.

À frente de ambas as empresas está o CEO Elon Musk, o bilionário empreendedor nascido na África do Sul.

É também o CEO mais sexy do mundo.

Elon Musk é o CEO mais rebelde dos Estados Unidos da América — e estas fotografias provam-no. Elon Musk tem somente 43 anos e, de acordo com a revista Forbes, vale 9,3 mil milhões de dólares.

Nascido na África do Sul em 1971 Musk foi o mais velho de três filhos e incrivelmente curioso desde muito jovem. Crescendo com todos os livros que pudesse encontrar, começou a ler a enciclopédia. Quanto tinha 10 anos realizou um teste da IBM que veio provar toda a sua aptidão para a programação de computadores.

Começou a frequentar aulas de informática mas rapidamente ultrapassou o seu professor. Quanto tinha 12 anos desenvolveu e vendeu o código do seu primeiro jogo eletrónico — designado «Blastar», um jogo passado no espaço. Musk e o seu irmão quiseram abrir o seu próprio estabelecimento de jogos, mas os seus pais não estavam de acordo com a ideia.

Musk mudou-se para o Canadá em 1988, na altura com 17 anos. Dois anos depois começou a frequentar a Universidade de Queen em Ontário — onde conheceu Justine, a sua primeira mulher. Mais tarde transferiu-se para a Universidade da Pensilvânia onde obteve a sua licenciatura em Engenharia e Gestão. Tinha a intenção de seguir para Stanford, para fazer o doutoramento, mas acabou por desistir do programa passados dois dias.

Após abandonar a universidade dedicou-se ao mundo das empresas em Silicon Valley. O primeiro grande sucesso de Musk foi a PayPal, empresa que ajudou a criar com Peter Thiel, Luke Nosek, Ken Howery e Max Levchin. A eBay comprou a empresa por 1,5 mil milhões de dólares em 2002.

Apesar de ter feito uma fortuna com a venda da PayPal, Musk não deixou os negócios — em vez disso lançou a SpaceX com o objetivo de tornar as viagens ao espaço acessíveis para os consumidores.

A 14 de Junho de 2012 Musk celebrou a primeira missão bem-sucedida, de uma empresa privada de viagens ao espaço, para a entrega de consumíveis à Estação Espacial Internacional.

Em Maio apresentou a cápsula Dragon V2, uma nave espacial tripulada que irá ajudar a transportar astronautas e carga para a Estação Espacial Internacional. A SpaceX assinou um contrato de 2,6 mil milhões de dólares com a NASA para desenvolver esta cápsula.

Como se a sua pesquisa espacial ainda não fosse suficiente, Musk apostou o seu futuro nos carros elétricos. Em 2004 juntou-se à Tesla Motors, tornando-se o seu CEO e gestor de produto em 2008.

O reconhecido Tesla Model S pode viajar cerca de 425 km com um único carregamento. Musk referiu, recentemente, que o carro poderá um dia alcançar os 800 km, graças à pesquisa que a Tesla tem realizado em ânodos à base de grafeno.

Está envolvido em diversos outros projetos também. Quando fica aborrecido com o terrível trânsito na I405 — estrada interestadual da Califórnia — contribui com 50 mil dólares para um grupo de advocacia empenhado em garantir melhorias na autoestrada.

No Verão passado Musk apresentou a Hyperloop, a sua ideia para um sistema de transporte que poderia levar indivíduos de São Francisco a Los Angeles em meia hora, utilizando tubos pressurizados. De seguida adiantou que, se mais ninguém o fizesse, iria construir um protótipo do mesmo.

Como os carros e o espaço não são suficientes Musk também está envolvido com a SolarCity, uma empresa de energia solar.

Enquanto CEO da SpaceX e da Tesla Musk divide o seu tempo entre o escritório da Tesla em Palo Alto e a sede da SpaceX em Hawthorne, na Califórnia. Trabalha entre 80 a 100 horas por semana — e também escreve no seu monitor.

Tal não significa que tem sido fácil. No final de 2008 batalhou, no meio de um quase colapso nervoso, para manter a Tesla e a SpaceX intactas quando ambas quase faliram. Em vez de preservar uma das empresas em detrimento da outra Musk dividiu todo o seu dinheiro por ambas, arriscando e salvando as duas.

Musk encara a competição com leveza. Quando questionado, em Agosto passado, por um analista da Morgan Stanley quanto à sua opinião relativamente ao BMW i3, riu por uns bons dez segundos antes de responder «Eu realmente encorajo outros fabricantes a trazerem carros elétricos para o mercado».

A revista Motor Trend nomeou o Model S carro do ano em 2013. Musk aproveitou a oportunidade para troçar com o antigo candidato presidencial Mitt Romney, que se dirigiu à Tesla como ‘um fracasso’ durante a sua campanha. «Romney estava certo quanto ao objeto da sua afirmação» disse Musk — «mas não quanto ao assunto».

Em Agosto, quando um foguete Falcon 9R da SpaceX explodiu logo após o lançamento Musk twittou «não houve feridos ou danos próximos. Os foguetes são traiçoeiros».

É respeitado por outros na indústria da tecnologia. Larry Page, CEO da Google, afirmou que preferia entregar a sua fortuna a Elon Musk como alternativa a uma causa filantrópica. «Ele quer ir a Marte, é um objetivo digno» disse Page a Charlie Rose. «Estás a trabalhar porque queres mudar o mundo e torna-lo melhor».

Em Outubro passado a revista The Atlantic nomeou Musk como «possivelmente o maior inventor vivo». A revista Vanity Fair nomeou-o o disruptor nº 1 na sua «New Establishment» desse mês.

Mesmo Bob Lutz, referência da indústria automóvel, se dá com Elon Musk.

Também os Senadores querem ser fotografados com Musk. Aqui encontra-se com Dianne Feinstein que participou na abertura da fábrica da Tesla em 2010.

Riu-se com o Governador do Estado da Califórnia, Arnold Schwarzenegger e com o CEO da Toyota, Akio Toyoda, numa conferência de imprensa em que se anunciou o investimento de 50 milhões de dólares da Toyota na Tesla.

É de reparar no sorriso no rosto do CEO da Toyota quando está sentado num Roadster da Tesla oferecido por Musk.

Já mencionámos que Musk levou o Presidente Barack Obama numa visita pela base de lançamento da SpaceX em Cape Canaveral?

Embora Musk diga que é naturalmente tímido tornou-se um mestre do espetáculo, tornando as suas inovações ainda mais atraentes.

Gastou 1 milhão de dólares para comprar o carro submarino da Lotus utilizado em 1977 no filme de James Bond «007 — Agente Irresistível». Ninguém ficou chocado quando explicou «O que vou fazer é atualizá-lo com uma cadeia cinemática elétrica da Tesla e tentar torná-lo real».

Musk tem o seu próprio jet privado Dassault 900 de 12 lugares, como este, para se deslocar.

Teve gémeos e trigémeos com a sua primeira mulher. Aqui, os seus cinco filhos ajudam-no com o seu «Ice Bucket Challenge» pela ELA.

A segunda mulher de Elon Musk foi Talulah RIley, a bonita atriz britânica. Casaram num castelo histórico na Escócia e compareceram juntos a diversos eventos glamorosos, como a festa dos Óscares da Vanity Fair. Embora o casal se tenha divorciado em 2013 — com um acordo de 4 milhões de dólares — revelaram em entrevista ao programa «60 Minutos», em Março de 2014, que estão novamente a viver juntos.

Elon Musk a olhar para robôs.

Elon Musk a tocar o sino de abertura.

Elon Musk sabe como celebrar uma vitória — aqui está na fábrica da Tesla quando começaram a produzir o Model S.

É fácil perceber porque é que Musk é comparado ao playboy-inventor-super-herói Tony Stark dos filmes ‘O Homem de Ferro”.

Compartilhe.

PinIt
Top
%d blogueiros gostam disto: