E-Zine Exclusivo para o Whastapp

GitHub: uma ‘rede social’ dos programadores

github-social GitHub: uma 'rede social' dos programadores

GitHub: uma 'rede social' dos programadores

foto_ramos GitHub: uma 'rede social' dos programadores

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.
foto_ramos GitHub: uma 'rede social' dos programadores

GitHub é um portal de compartilhamento de projetos de desenvolvimento. Ele funciona como uma rede social voltada para programadores, onde é possível postar códigos e receber contribuições de outros profissionais de software. O serviço é usado por empresas que criam softwares para terceiros, desenvolvedores individuais e estudantes de programação, cujo acesso é público para fazer download.

O GitHub requer apenas um cadastro simples, com nome de usuário, e-mail e senha. O serviço é gratuito, embora também haja opções de planos pagos. Lá é possível encontrar projetos sobre temas diversos, tais como jogos web, engenharia de games, emoji, jornalismo, música e muitos outros.

De acordo o GitHub, atualmente são mais de oito milhões de usuários, o que nos faz acreditar que há códigos em desenvolvimento coletivo para praticamente qualquer coisa que você buscar na Internet.

O site trabalha com Git, um sistema de controle de versão semelhante ao SVN, Team Foundation Server ou SourceSafe. Como o nome já diz, ele serve para controlar melhor as diferentes versões de um código. Isso é fundamental para quem trabalha em equipe, pois é possível analisar cada alteração feita em determinado arquivo, tendo acesso às versões de todas as etapas do projeto. Da mesma forma, alguém que trabalhe sozinho pode avaliar a evolução do projeto desde o seu desenvolvimento até o produto final do seu software.

Como ele é voltado para experts, códigos maliciosos são detectados com menos dificuldade pelos usuários. No entanto o problema existe; alguns projetos podem infectar ou causar alterações indesejadas no computador, por isso é preciso ter cuidado ao realizar testes. Uma das dicas é checar a reputação do dono do post, assim como o andamento do projeto e as contribuições de outros membros.

Para o usuário comum, o GitHub é uma “mão na roda”. A todo momento são publicadas aplicações grátis e muito úteis. Vale ficar atento às novidades e usá-lo para buscar alternativas em software.

“Existem tantas maneiras de usar a Git, de interagir com ela”, completou o CEO. “Nenhum de nós tem ideia do quão grande um software pode se tornar”. Ela começou como um conjunto de ferramentas para desenvolvedores de código aberto, mas nos últimos anos já arrecadou US$ 350 milhões e já vale mais de US$ 2 bilhões. É tão grande que é chamada de Facebook para programadores.  

No nível mais básico, ela oferece ferramentas para que os desenvolvedores postem e compartilhem seus códigos, fornecendo um organizador de projetos e um método simples de integrar qualquer atualização e novas funções da comunidade. O perfil dos usuários, na área de programação, já inclusive substitui o currículo tradicional.

Para aumentar o número de usuários, o CEO anunciou uma série de atualização de produtos da GitHub: as novas integrações, que permitem que o usuário integre a rede social a ferramentas externas e consiga fazer mudanças; o site também será integrado à empresa de segurança YubiCo, que fabrica o dispositivo YubiKey e simplifica a autenticação dos códigos – é comum entre os programadores; e, por fim, a rede social vai ter suporte para arquivos maiores.

Github: https://github.com/

Top
%d blogueiros gostam disto: