Hacking Health Hackathon: Parque Tecnológico terá maratona pra encontrar soluções na saúde

mm

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.
mm

O Parque Tecnológico de Sorocaba se prepara para receber sua primeira maratona de programação voltada especificamente para buscar soluções para a área da saúde. O Hackathon Hacking Health Sorocaba, como é chamado o evento, é o segundo do estado de São Paulo e será realizado nos dias 11, 12 e 13 de novembro. Ao todo, serão 54 horas para que competidores pensem e desenvolvam ideias inovadoras que possibilitem melhorias na gestão pública da saúde.

O Hackathon é um evento mundial que reúne programadores, designers e outros profissionais ligados ao desenvolvimento de software para uma maratona de programação, cujo objetivo é desenvolver softwares e aplicativos que atendam a um fim específico. O termo resulta de uma combinação das palavras “hack” (programar de forma excepcional) e “marathon” (maratona).

A expectativa é de que a maratona de Sorocaba reúna cerca de 100 competidores que, individualmente ou em equipes, irão discutir, pensar e desenvolver ideias envolvendo tecnologias que possam contribuir para a melhoria de atividades da gestão pública da saúde de Sorocaba, e assim, tornar os serviços prestados mais eficientes, transparentes e ágeis.

O evento tem o objetivo de transformar a cidade em uma SmartCity, uma “cidade inteligente”, ou seja, integrar melhor o cidadão ao setor público por intermédio da tecnologia e de ideias inovadoras.

“O evento é uma rica oportunidade para que os empreendedores apresentem suas ideias criativas, com soluções inovadoras, em favor da gestão pública, para facilitar e melhorar cada vez mais a qualidade de vida das pessoas”, disse o presidente do Parque Tecnológico de Sorocaba, Roberto Freitas.

A inscrição para participar do evento é R$ 120,00 e neste valor estão inclusos café da manhã, almoço e jantar. O parque também disponibilizará espaço para aqueles que quiserem dormir no local.

As ideias mais criativas serão premiadas com a incubação gratuita, por meio da Hubiz (a incubadora de empresas do Parque Tecnológico de Sorocaba), que oferece apoio à criação de negócios de alto impacto e inovação tecnológica e prepara as empresas iniciantes a ingressarem competitivamente no mercado. Em 2016, a Hubiz foi uma das cinco incubadoras brasileiras vencedoras do Prêmio de Incubação e Aceleração de Impacto, promovido pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), Instituto de Cidadania Empresarial (ICE) e Sebrae.

Além de concorrer a este prêmio, os participantes terão a oportunidade de conhecer outros profissionais da área, fazer networking, participar de um projeto colaborativo em um ambiente específico de programação.

O Hackathon já aconteceu nas cidades de Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Curitiba, Florianópolis, Londrina e Joinville. Sorocaba será a segunda cidade do estado de São Paulo a realizar o evento mundial. Em Ribeirão, a ideia vencedora foi um aplicativo denominado Super Mãe, que pretende aumentar o engajamento das mães com questões relacionadas à saúde dos filhos.

Interessados em participar devem acessar este link: https://goo.gl/6FwJxb e fazer sua inscrição. A programação completa dos três dias do evento será divulgada em breve.

Hacking Health Sorocaba

A preparação para a maratona começou em julho de 2016, quando Sorocaba realizou o Hacking Health, movimento de origem canadense presente em mais de 13 países, que une profissionais da saúde, empreendedores, designers e profissionais da tecnologia para juntos repensar o sistema de saúde e criar soluções para os problemas do setor.

Sorocaba chamou a atenção do Hacking Health Brasil por suas características no segmento de saúde, já que na cidade há fabricantes de equipamentos médico-hospitalares e importantes hospitais e universidades.

Desde o lançamento do evento em Sorocaba, foram realizados 9 encontros como meetups informais para discutir e debater a saúde digital, workshops e cafés liderados por experts sobre tópicos relacionados à inovação na saúde. Os encontros aconteceram na FATEC, FACENS, UNISO, PUC, Santa Casa e no próprio Parque Tecnológico.

Os temas dos encontros foram aplicativos, Big Data – capacidade de armazenar um grande número de dados, facilmente acessíveis e de diferentes formatos, oficinas de Design Thinking – processo que os designers usam para planejar e administrar suas tarefas, Business Canvas – ferramenta de gerenciamento estratégico amplamente usada em startups, entre outros.

Compartilhe.

PinIt
Top
%d blogueiros gostam disto: