E-Zine Exclusivo para o Whastapp

(ISC)² debate o papel da Segurança da Informação no desenvolvimento de negócios durante o Security Congress Latin America 2016

Wim Remes aponta novas abordagens mais efetivas para que a segurança se torne um fator estratégico para as organizações

 O (ISC)², principal instituto do mundo focado em educação e certificações profissionais em Segurança da Informação e Cibersegurança, debate o papel da segurança nos negócios durante o Security Congress Latin America 2016, que ocorre nos dias 29 e 30 de novembro, no Hotel Blue Tree Premium Faria Lima, em São Paulo (SP).

“Uma questão que deve ser discutida em profundidade é como a segurança pode deixar de ser um custo operacional e se tornar um fator estratégico para as organizações”, diz Wim Remes, Presidente do Conselho Administrativo do (ISC)². Durante a plenária “Let’s talk business” (Vamos falar de negócios), que acontece no dia 29 de novembro, às 9h30, Remes trará exemplos reais para mostrar como frequentemente riscos mal interpretados e falhas na comunicação prejudicam os negócios das empresas. “Novas abordagens mais efetivas devem ser adotadas para tornar a Segurança da Informação um fator estratégico para a organização”, destaca o executivo.

Um fator preponderante nesse cenário é a formação técnica dos profissionais de Segurança da Informação, que não contempla habilidades de negócios. Atualmente os riscos em TI são prioridade e necessitam de um foco maior, uma vez que necessitam de investimentos não apenas dos times de segurança, mas da área estratégica da companhia. Para o executivo, a educação continuada dos profissionais de Segurança da Informação é essencial para uma atuação estratégica nas empresas. “Esses profissionais precisam sair de suas zonas de conforto, enquanto as organizações devem não apenas incentivar, mas também oferecer treinamentos continuados e oportunidades de certificação aos seus funcionários”, explica Remes.

“A habilidade de avaliar corretamente os ativos da empresa é o primeiro grande passo para uma organização passar a ver a Segurança da Informação como um fator estratégico para os negócios. Em seguida, é preciso alinhar as métricas de segurança com os objetivos da companhia de forma que os executivos e diretores obtenham informações personalizadas voltadas às suas necessidades para que possam tomar decisões bem fundamentadas”, afirma o Presidente do Conselho Administrativo do (ISC)².

LEIA TAMBÉM:  Pesquisa revela códigos secretos usados em mídias sociais Durante monitoramento no Twitter, empresa descobriu que meninas com anorexia usam códigos e linguagem própria para falar sobre a rotina e a doença A iCustomer, empresa do Grupo Plusoft especializada em estratégias digitais, realizou uma pesquisa por meio de sua solução de monitoramento de redes sociais e revelou que a hashtag “Borboletana” nasceu e se propagou no Twitter como código secreto de um grupo de mulheres que apoiam a anorexia. A pesquisa foi feita para analisar a comunicação em temas de saúde e é um exemplo da importância do uso de soluções de monitoramento de mídias sociais para entender a fundo o público-alvo das empresas. Para melhorar a estratégia de comunicação, companhias de vários segmentos apostam nas soluções de monitoramento de mídias sociais a fim de saber como seu público alvo se posiciona na Internet, quais são as principais características dos usuários e como é disseminado o nome da marca nas redes sociais. É em busca de um plano de marketing mais consistente e eficaz que essa solução se tornou essencial para a efetividade de qualquer empresa no mercado. O monitoramento de mídias sociais surgiu para descobrir novos insights e melhorar as vendas. A iCustomer comprovou recentemente que o monitoramento de mídias sociais vai muito além da propagação do marketing empresarial. A ferramenta tem auxiliado a Justiça em situações mais complexas como casos de pedofilia, cibercrimes, homofobia e preconceito racial. Um exemplo da importância social do monitoramento de redes sociais foi a descoberta pela iCustomer de uma linguagem própria usada por meninas com anorexia para se comunicar e contar sobre a rotina delas. A iCustomer monitorou o Twitter durante um mês, entre maio e junho deste ano, e descobriu vários códigos e hashtags usadas para falar sobre a doença. Foram 28 mil menções de 11 mil meninas entre 12 e 20 anos contando detalhes do que fazem para se manterem magras. Os Tweets alcançaram 1,7 milhão de pessoas pelo Brasil. O que chamou a atenção dos analistas foi a massiva repetição da hashtag “Borboletana”, que faz alusão à doença. O prefixo “Borbolet” tem a ver com borboleta, inseto considerado bonito e magro por elas, ou seja, o objetivo do corpo ideal. Já o sufixo “Ana” está relacionado diretamente com a palavra anorexia. A pesquisa comprovou que as meninas usam palavras específicas, a maioria em inglês, para falar sobre a rotina, os pensamentos suicidas e, inclusive, para indicação de remédios. Entre os códigos estão NF (“No Food”, que na tradução livre significa sem comida); ED (“Eat Disorder”, que significa transtorno alimentar) e Low Food (que significa ingerir pouca comida). O acompanhamento de mídias sociais é muito amplo e pode auxiliar as mais diversas empresas e instituições, independente do que elas buscam. Diante de um mundo digital, o monitoramento de mídias sociais se tornou indispensável para que as companhias saibam de que forma se comunicar com seus clientes.

A programação completa do evento está disponível em http://isc2latamcongress.com/programa-geral/ e as inscrições podem ser feitas pelo link: http://isc2latamcongress.com/inscricoes/.

ANOTE EM SUA AGENDA – (ISC)² SECURITY CONGRESS LATIN AMERICA 2016

Data: 29 e 30 de novembro (Terça e Quarta-feira)

Horário: das 9h às 18h

Local: Hotel Blue Tree Premium Faria Lima

Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.989, Itaim Bibi – São Paulo

Site: http://latamcongress.isc2.org

Top
%d blogueiros gostam disto: