E-Zine Exclusivo para o Whastapp

Javascript – Uma Introdução

jascript-uma-introducao Javascript - Uma Introdução

Como o próprio nome sugere, o JavaScript é uma linguagem de script. Mas você sabe o que é uma linguagem de script?

foto_ramos Javascript - Uma Introdução

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.
foto_ramos Javascript - Uma Introdução

Como o próprio nome sugere, o JavaScript é uma linguagem de script. Mas você sabe o que é uma linguagem de script?

A característica básica de uma linguagem de script, é que seu código é executado dentro de outro programa. O Javascript atualmente é linguagem de programação mais utilizada no mundo todo, não serve apenas para navegadores, mas atualmente é a base para frameworks sofisticados de desenvolvimento mobile e web e também pode ser utilizada em conjunto com outras linguagens como o PHP, Python, Node.js e diversos outros.

Enquanto linguagens como o C ou C++, por exemplo, não são linguagens de scripts, elas são linguagens compiladas. Ou seja, assim que terminamos de programar, temos que compilar e o resultado será a criação de um novo programa, um novo aplicativo ou executável.

Os códigos, chamados scripts, que iremos estudar em nossos tutoriais de JavaScript, são ditos serem interpretados. Ou seja, eles não são compilados. a menos se utilizados com frameworks modernos como o Ionic Framework.

Em geral, eles serão escritos, e um programa (navegador ou browser) vai ler cada um destes comandos do script e vão interpretar eles.

Esses programas são chamados também de interpretadores, pois eles vão ler cada comando, interpretar o que eles querem dizer e executar esses códigos, sem haver a necessidade de um processo de compilação pelo processador do computador.

Javascript, uma linguagem do lado cliente (cliente side).

Outro termo técnico que é comum de ser dito sobre a linguagem JavaScript, é que ela é client side, ou seja, ela age no lado do cliente (também front-end).

As vantagens do Javascript

Por ser executado no lado do cliente, não há aquela conversa entre o seu navegador e os servidores, e essa velocidade vai depender da banda de sua internet, se for muito lenta, essa comunicação é bem demorada.

Porém, se o script rodar diretamente no seu navegador, é um processo quase instantâneo, pois o processador de seu computador é zilhões de vezes mais veloz que uma conexão de internet, não é verdade?

O JavaScript pode controlar o comportamento do navegador em diversos aspectos

Isso é possível porque existe um interpretador JavaScript hospedado no navegador. Em outras palavras, a Linguagem de Programação JavaScript pode controlar o comportamento do navegador em diversos aspectos, como criar janelas pop-up, apresentar mensagens ao usuário, alterar as dimensões do navegador, interferir na barra de status, retirar menus, fechar e abrir janelas.

O JavaScript é a linguagem de programação do lado do cliente (Client-side) mais utilizada.

Trata-se de uma linguagem de programação ao lado do cliente, porque é o navegador que suporta a carga de processamento. Graças à sua compatibilidade com a maioria dos navegadores modernos, o JavaScript é a linguagem de programação do lado do cliente mais utilizada.

O JavaScript permite inserir vários efeitos, fazendo com que o site fique mais dinâmico

Em conjunto com o HTML, além de facilitar a validação de formulários, o JavaScript permite inserir vários efeitos, fazendo com que o site (ou uma mensagem de correio eletrônico) fique mais dinâmico, e com maior interação com o usuário.

O JavaScript permite executar instruções como resposta às ações do usuário

Nos formulários, esse sistema nos permite executar instruções como resposta às ações do usuário, com o qual podemos criar páginas interativas com programas, como calculadoras, agendas ou tabelas de cálculo.

O código JavaScript deve ser colocado junto aos comandos da linguagem HTML

Como o código JavaScript não é compilado, ele deve ser colocado no código fonte, junto aos comandos da linguagem HTML, podendo esse processo ser realizado em arquivo à parte.

Curso de PHP ERP com NFe.

Exemplos de scripts ao se acessar um site:

Quando se acessa um site, alguns exemplos de scripts são: aparecimento da data/horário atual, saudações como “bom dia”, “boa tarde” ou “boa noite”, ou ainda, efeitos onde uma imagem muda, quando se passa o mouse sobre ela.

O JavaScript permite ao programador da web melhorar as suas páginas e a potência de seus projetos

JavaScript é o passo seguinte, depois do HTML e do CSS, possibilitando ao programador da Web melhorar as suas páginas e a potência de seus projetos. Mesmo porque o JavaScript é uma linguagem de programação bastante simples e pensada para fazer as coisas com rapidez e leveza.

O JavaScript pode ser usado, inclusive, por leigos

O JavaScript é indicado, inclusive, às pessoas que não tenham uma experiência prévia na programação, que podem aprender a usá-lo, em toda sua potência, com somente um pouco de prática.

O JavaScript permite a programação de pequenos scripts e programas maiores

Esta é uma linguagem com muitas possibilidades, que não só permite a programação de pequenos scripts, mas também de programas maiores, orientados a objetos, com funções e estruturas de dados complexas. JavaScript coloca à disposição do programador tudo o que forma a página Web

Além disso, o JavaScript coloca à disposição do programador todos os elementos que formam a página Web, para que este possa acessá-las e modificá-los dinamicamente.

Apresento alguns frameworks de desenvolvimento de aplicativos móveis multi-plataformas que tem como base o Javascript que é o objetivo da série de artigos que vou escrever sobre o tema, antes de entrar em um destes frameworks.

Ionic – Framework Avançado

Este é meu favorito.

Ionic é um framework para desenvolvimento mobile relativamente novo e que possui recursos extremamente poderosos para a criação de aplicações HTML5 híbridas que podem rodar em smartphones e tablets.

Se você está procurando por uma solução completa e ao mesmo tempo fácil de ser compreendida irá gostar muito do Ionic e de seus recursos. Ah! Ele também pode ser utilizado com o Xcode e Eclipse. Isso é muito legal!

Link: Site Oficial Ionic

Wink – O parc

Wink é um framework completo para desenvolvimento mobile e funciona perfeitamente em conjunto com o PhoneGap e utiliza tecnologias abertas como HTML5 e CSS3. Utilizando esta biblioteca você poderá criar APPs para iOS, Android, Blackberry e Windows Phone.

Você encontrará bibliotecas para trabalhar com Geolocalização e outros recursos que podem variar com cada tipo de aparelho e Sistema Operacional que deseja utilizar. Vale muito a pena passar algumas horas no site oficial do Wink estudando seus recursos.

Link: Site Oficial Wink

jQT – O jQuery é Mobile!

Se você já conhece e trabalha com jQuery ou Zepto vai gostar muito do jQT, ou jQTouch. Este framework possui todos os recursos necessários para criar o front-end de aplicativos mobile sem a necessidade de utilização de outras bibliotecas.

Você irá desenvolver toda a navegação do usuário com recursos avançados de transições e botões de ação.

Link: Site Oficial jQT

Conclusão sobre Frameworks e o que vem por aí…

Existem muitos outros framework para desenvolvimento front-end de APPs mobile, mas com certeza estas três dicas irão ajudá-lo a iniciar ou conhecer mais sobre este mundo maravilhoso da criação de aplicações para smartphones e tablets. O que vamos utilizar aqui na Ramos da Informática é o Ionic Framework em conjunto com Javascript e AngularJs. Mas, como diria Jack – O Estripador: Vamos por partes. Por isso uma série de artigos sobre o Javascript. Depois vamos a uma série de artigos sobre o AngularJs para, enfim, entrar no Ionic Framework. Mas fique livre para estudar os 3 juntos. 😉

Top
%d blogueiros gostam disto: