E-Zine Exclusivo para o Whastapp

PORQUE CRIAR UM HACKATON?

foto_ramos PORQUE CRIAR UM HACKATON?

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.
foto_ramos PORQUE CRIAR UM HACKATON?

Hackathons são excelentes formas de:

  1. Melhorar seus softwares;
  2. Permitir que desenvolvedores tenham acesso à APIs de seus sistemas e possam desenvolver inovações ou integração com outros sistemas;
  3. Permitir criar uma competição entre times internos de sua empresa ou times externos temporários para inovação ou criação de novas funcionalidades;
  4. Conhecer e contratar novos talentos;
  5. Criar relacionamento com estudantes universitários.

“Hackathons são uma uma excelente maneira de se alcançar determinados objetivos e metas. Mas se você se envolver cegamente, assim como em qualquer outra coisa, ele vai voltar para mordê-lo “, diz Mike Swift, co-fundador da Hacker League (https://www.hackerleague.org/), uma plataforma web para organizar e gerenciar hackathons.

Nos hackathons corporativos, as empresas têm de evitar qualquer tipo de venda. Swift vê três objetivos principais para festivais de código corporativo: Obter um feedback direto de como você vê desenvolvedores tentam integrar ou usar seus produtos, melhorar a percepção de sua marca entre os desenvolvedores, e recrutamento de talentos.

 “ Levar um evento interno para fora da empresa poder ser muito gratificante para os funcionários da empresa.” Ele aconselha as empresas que querem um feedback para se certificar que incluem algum tipo de mecanismo para reunir os desenvolvedores. Evangelistas desenvolvedores podem desempenhar um papel, Swift diz, porque “Eles sabem que para captar as coisas que os desenvolvedores realmente se preocupam e aprimorar o que tem.”

Para hackathons internos que visam gerar idéias criativas para os clientes, Velez diz que é crucial oferecer uma breve estratégica. “Isso ajuda a inspirar e descrever o desafio que estamos tentando resolver.”

Planejando um hackathon

Hackathons representam um significante investimento de tempo e dinheiro; um planejamento cuidadoso irá fazer com que aproveite melhor seu investimento.

Seja o mais abrangente possível. Mesmo para hackathons internos, pode ser difícil para as pessoas a se afastar de suas funções, enquanto as pessoas com as obrigações familiares podem não ser capaz de tomar parte. Gracenote prorrogou o período de tempo de sua hackathon mais recente para permitir as pessoas de ir e vir

Os melhores hackathons são pequenos o suficiente para que cada equipe possa apresentar o seu projeto para todo o grupo no final. Comida, bebida e conforto são a chave para manter hackers feliz e eles esperam mais que apenas Red Bull e pizza, diz Gottfried. Quanto mais conforto, melhor. Para Razorfish, Yahoo! forneceu uma banda e cobertores para que as pessoas pudessem dormir no local.

Pelo menos alguns dos juízes devem ser pessoas técnicas, para que os desenvolvedores sintam que seu trabalho foi avaliado corretamente. E o processo de julgamento deve ser aberto e claro. Dinheiro não é o prêmio mais motivador para os desenvolvedores altamente remunerados. Em vez disso, dar algo que seja memorável e simbólico sobre o evento costuma ser mais atraente.

Altamente gratificante

Para a Clara McKenzie os codefests internos ajudaram-na a imaginar o que poderia ir muito além do final de roadmaps de produtos atuais. Dias de hackthons também ajuda a mantê-la ciente do que está acontecendo lá fora dos escritórios da empresa. E eles ajudam a construir o tipo de relações sólidas onde a colaboração é o combustível. Ela diz: “As pessoas se conheceram casualmente, depois, você os conhece muito melhor. Você faz amizades, muitas duradouras”.

Levar um evento interno para fora da empresa pode ser muito gratificante a todos os funcionários da empresa.

Top
%d blogueiros gostam disto: