E-Zine Exclusivo para o Whastapp

RELATÓRIO ANALISE RAMOS DA INFORMÁTICA – FEVEREIRO/2016

foto_ramos RELATÓRIO ANALISE RAMOS DA INFORMÁTICA – FEVEREIRO/2016

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.
foto_ramos RELATÓRIO ANALISE RAMOS DA INFORMÁTICA – FEVEREIRO/2016

Leia o relatório de Janeiro/2016.

 

ICMS sobre Download de Software

  • O Governo Federal autorizou que Estados possam cobrar ICMS de softwares baixados pela internet.
  • O Estado de São Paulo foi o primeiro a anunciar que iniciaria esta cobrança, mas recuou temporariamente para ver como seria esta tributação.
  • No entanto, os demais Estados brasileiros apesar de não anunciarem esta medida, também estão vendo como será esta tributação.
  • A ABES trata melhor o tema neste artigo: http://www.abessoftware.com.br/noticias/imposto-sobre-o-software-afinal-icms-ou-iss
  • A sanha dos governos por impostos é uma tendência cada vez mais forte, ainda mais com o Barbosa no lugar do Levy.
  • Aliás, o Levy não serve para o governo brasileiro, mas serve ao Banco Mundial? Curioso isso, para não dizer: desastroso para o governo e sua imagem no exterior.

Imposto de renda por serviços contratados no Exterior para agências de turismo

  • Como não bastasse as agências de turismo operarem com margens de lucro apertadas, a baixa nas viagens ao exterior, a sanha do governo federal por mais impostos em Janeiro passou a cobrar 25% de imposto de renda de serviços contratados no exterior para agências de turismo.
  • Esta medida reforça a previsão do mês passado de que 2016 será o ano do Bitcoin no Brasil.

A piada do Banco Central Brasileiro

  • Publicou nota dizendo que quem tem bitcoins deve declarar no imposto de renda. Como se fosse possível encontrar quem tem bitcoins.
  • Serve apenas como forma de passar medo nas pessoas e declararem.
  • Nosso conselho: dê risadas do BC.

Voltando aos bitcoins

  • É necessário que o setor de tecnologia, como um todo, capacite pessoas e empresas sobre o uso de bitcoins.
  • Oportunidades para criação de componentes, ferramentas, aplicativos que ajudem empresas em geral a operarem com esta moeda digital.
  • Quem sair na frente, sairá vencedor.

Economia

  • O governo federal anunciou uma injeção de 83 bilhões de reais para empréstimos por bancos públicos, pelo FGTS do povo. Ao invés de atacar a inflação que fechou o ano de mais de 10%, resolve imprimir mais dinheiro e emprestar a juros baixos.
  • Vá ao site do BNDES e conheça o Prosoft: http://www.bndes.gov.br/bndesprosoft e aproveite o crédito barato para expansão e novos projetos.
  • Ao invés de reduzir impostos, o governo só pensa em aumentar, acreditando que isso irá aumentar a arrecadação. É o contrário.
  • Veremos em 2016 os mesmos desastres de 2014 e 2015, piorando a situação da economia e um aumento maior da inflação, do desemprego, inadimplência, alta do dólar, por um programa de poder de um partido que deveria ser fechado.
  • As ações da Petrobrás chegaram a R$ 4,66 o menor preço da história. Conseguiram quebrar a empresa: e ainda não ocorreu o julgamento contra a Petrobrás nos EUA.
  • A previsão do PIB é de -3,9% imagine o da inflação com a impressão de mais dinheiro: https://www.youtube.com/watch?v=Q-uES4ni5WU

Apesar do cenário, o setor de tecnologia ainda deve crescer 2,6% no Brasil, prevê IDC

  • Não se anime com este número: é o pior resultado em anos.
  • Com a economia em recessão, consumidores e empresas estão adiando a troca de produtos antigos e a compra de novas tecnologias, o que tem afetado o desempenho dos fornecedores. Entre os principais responsáveis pela desaceleração do setor estão a queda nas vendas de celulares, tablets e PCs e a migração das empresas para serviços de dados, o que reduz a receita das operações de empresas de transferência de dados.
  • Entre os segmentos que vão sustentar o segmento de tecnologia em 2016, a IDC destacou os sistemas de análise de dados em tempo real (analytics), a conexão de diversos dispositivo à internet (internet das coisas, ou IoT, na sigla em inglês) e os pagamentos móveis (pode incluir aqui os bitcoins).

IoT

Um desabafo

Procuro autores para o site. Em breve vamos ter também artigos pagos. O lucro do site há uns 4 anos vem caindo e desmotivando a escrever.

 

 

Top
%d blogueiros gostam disto: