A formação mais procurada no Mundo.

Sistema da Microsoft permite controlar cadeiras de rodas com os olhos

SteveDriving Sistema da Microsoft permite controlar cadeiras de rodas com os olhos
foto_ramos Sistema da Microsoft permite controlar cadeiras de rodas com os olhos

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.
foto_ramos Sistema da Microsoft permite controlar cadeiras de rodas com os olhos

Últimos posts por Ramos de Souza Janones (exibir todos)

Antes de falecer, o físico inglês Stephen Hawking passou boa parte de sua vida em uma cadeira de rodas. Por causa da Esclerose Lateral Amiotrófica, ele foi perdendo lentamente os movimentos do corpo, mas mesmo no fim da vida ainda conseguia usar os olhos para controlar os movimentos de sua cadeira. E a Microsoft tem um projeto de pesquisa que promete deixar esse tipo de tecnologia ainda mais acessível. 

Usando componentes eletrônicos de custo relativamente baixo, a empresa está desenvolvendo um sistema de controle ocular para cadeiras elétricas. O principal componente desse sistema é uma câmera com capacidade de rastreamento ocular. A gente já falou dessa tecnologia por aqui – ela permite que os computadores entendam para onde seu usuário está olhando, e usem essa informação para interagir com sistemas.   

Pois é. Quando essa câmera é conectada a um computador com esse sistema, ela transforma os olhos do usuário em um ponteiro. E com o sistema desenvolvido pela empresa, esse ponteiro consegue controlar a movimentação da cadeira elétrica. É uma forma de que pacientes cuja mobilidade já está muito limitada retomem um nível de controle sobre seu próprio deslocamento. O sistema permite até que a pessoa deixe salvos alguns percursos que costuma fazer com regularidade. A empresa chama esses percursos salvos de “macros de movimento”. 

Com esse recurso, os usuários conseguem deixar a cadeira andando sem precisar olhar constantemente para o painel de controle. Mas e se a pessoa estiver controlando a cadeira com os olhos e de repente ouvir um barulho e desviar o olhar do controle? Nesse caso, existe uma salvaguarda do sistema que impede que a cadeira se mova sem que seu controlador deseje.

Esse é um projeto de pesquisa da empresa, e não necessáriamente com fins comerciais. Ou seja: a ideia não é criar uma cadeira inteligente que possa ser vendida para algumas pessoas, mas sim um sistema que possa ser implementado em qualquer cadeira elétrica e cujo controle possa ser instalado em qualquer computador. E para isso, a empresa precisa de toda a ajuda com que puder contar. Por isso, muitos dos códigos que a empresa usa no projeto podem ser vistos pela internet, e a tendência é que todo o projeto seja feita de maneira open source.

Ou seja: talvez você também tenha algo a contribuir com o projeto. Se interessou? Acesse o GitHub do Projeto: https://github.com/Microsoft/EyeDrive  essa é a base da tecnologia que a Microsoft está usando no projeto. Quem sabe? Talvez com um pouco de conhecimento técnico e a motivação certa, você consiga tornar a solução ainda melhor.

Compartilhe.

PinIt
Top
%d blogueiros gostam disto: