Formação Oracle DBA Completa


Backup do SQL Server diretamente para URL do Azure

Backup do SQL Server diretamente para URL do Azure

4 de julho de 2013 0 Por Ramos de Souza Janones
Powered by Rock Convert

Como fazer o backup do banco de dados SQL Server no Azure, utilizando diretamente a URL de backup. Entenda na prática estes conceitos.

Artigo original: https://rusanu.com/2013/01/25/sql-server-backup-to-url/

Com o lançamento do SQL Server 2012 SP1 CU2, um novo e importante recurso foi adicionado: a habilidade fazer backup e restaurar a base de dados diretamente do armazenamento Azure Blob:

O recurso lançado no SQL Server 2012 SP1 CU2 permite fazer backup e restaurar a base de dados diretamente do serviço de armazenamento Azure Blob. Esse recurso permite realizar um backup das bases de dados do SQL Server em uma instância do SQL Server executada em um ambiente tal qual uma máquina virtual do Windows Azure. Backup em clouds oferece benefícios como disponibilidade, possibilidade de replicar infinitamente o armazenamento fora do ambiente de host e fácil migração de dados para e a partir da nuvem.

A sintaxe desse novo recurso é bem direta. Primeiro, é preciso criar uma credencial para acessar o armazenamento Azure Blob:

O SQL Server necessita que o nome de uma conta do Windows Azure e uma chave de autenticação de acesso estejam armazenadas em uma credencial do SQL Server. Essa informação é utilizada para se autenticar na conta do Windows Azure ao realizar backups ou operações de restauração.

 
CREATE CREDENTIAL mycredential WITH IDENTITY = 'mystorageaccount'
       ,SECRET = '' ;
 
BACKUP DATABASE AdventureWorks2012
      WITH CREDENTIAL = 'mycredential'
     ,STATS = 5;
 
RESTORE DATABASE AdventureWorks2012
     WITH CREDENTIAL = 'mycredential'

 

LEIA TAMBÉM:  Curiosidade: Como é feito o cálculo do timestamp e ISO

Backups completos, backups incrementais, logs de backups, grupos de arquivos e backup com compressão de dados são todos recursos suportados. A única restrição é que não é permitido fazer o backup para dois lugares simultaneamente. Aqui está a lista completa de limitações:

  1. O tamanho máximo do backup suportado é 1 TB.
  2. Fazer backup ou restauração a partir do serviço Windows Azure Blob utilizando o SQL Management Studio Backup ou o assistente de backup não está atualmente habilitado.
  3. Criar um nome de dispositivo lógico não é suportado. Portanto, acrescentar URL como dispositivo de backup utilizando sp_dumpdevice ou através do SQL Server Management Studio não funciona.
  4. Não há suporte para anexos a backups de blobs existentes em uma única operação de backup.
  5. Não há suporte para especificar um tamanho de bloco para BACKUP.
  6. Especificar um tamanho de bloco pode ser necessário em certos cenários.
  7. Não há suporte para definir MAXTRANSFERSIZE.
  8. Não há suporte para definir opções de backup – RETAINDAYS e EXPIREDATE.
  9. O SQL Server possui um limite máximo de 259 caracteres para o nome de um dispositivo de backup. Os elementos obrigatórios para o BACKUP TO URL consomem 36 caracteres, que são necessários para os definir a URL – “https://.blob.core.windows.net//.bak”, deixando 223 caracteres para os nomes da conta, do container e do blob, juntos.

Artigo original: https://rusanu.com/2013/01/25/sql-server-backup-to-url/

Curso completo de Games, inclusive Realidade Aumentada.Powered by Rock Convert

Banco de dados

Artigos e dicas sobre banco de dados que você vai gostar:

MongoDB

– Principais diferenças entre MongoDB e MySQL ou outro RDBMS

– Southbank Software apresenta dbKoda: uma ferramenta de desenvolvimento Open Source para MongoDB

MySQL e Instruções SQL em geral

– SQL e Regex – Entenda quando e como usar em instruções SQL

– MySQL – Manter o formato Date e DateTime em formato dd/mm/Year e dd/mm/Year:HH:mm:ss

– SQL – O que são VIEWS SQL, vantagens e desvantagens

– Instrução Insert MySQL e JSON com todos os bancos brasileiros

– PHP e MySQL – Entendendo as codificações iso-8859-1 e UTF-8 e outras

– Como redefinir a senha de root do MySQL ou do MariaDB

– Para que serve uma MySQL Transaction?

– Banco de Dados – Índices desnecessários no banco são um problema?

– Entenda a diferença entre LIKE, IN e BETWEEN no MySQL

– LinkedIn desenvolve a ferramenta MySQL Query Analyzer

– Como otimizar consultas MySQL

– Quando é interessante desnormalizar o banco de dados?

– Entenda Views em SQL, vantagens e desvantagens

– O que é normalização de banco de dados

– Por que não devemos usar funções do tipo mysql_*

SQL – Entenda as diferenças entre aspas simples e duplas

– SQL – Not IN ou Not EXISTS quando usar?

– SQL – Entendendo JOINS

– PHP Do Zero Ao Profissional – Análise do Curso

Siga os bons!

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.

Últimos posts por Ramos de Souza Janones (exibir todos)

Sumário
Backup do SQL Server diretamente para URL do Azure
Nome do artigo
Backup do SQL Server diretamente para URL do Azure
Descrição
Como fazer o backup do banco de dados SQL Server no Azure, utilizando diretamente a URL de backup. Entenda na prática estes conceitos.
Autor
Nome
Ramos da Informática
Logo



Frontend Do Zero Ao Profissional