9 benefícios da transição para o Scrum – e mais alguns dados interessantíssimos

9 benefícios da transição para o Scrum – e mais alguns dados interessantíssimos

17 de novembro de 2015 0 Por Ramos de Souza Janones
Do Zero ao Profissional com PHP. Mais de 2.300 alunos recomenda.Powered by Rock Convert

Se você quer implantar Scrum ou já implantou, eu te revelo que o melhor caminho para que ele funcione e seja um sucesso é ler e estudar muito sobre o assunto. Eu sempre estou estudando e a cada vez um insight novo aparece. 

Uma pesquisa da Scrum Alliance revelou dados sobre o cenário Scrum, que incluem quem o está praticando, como, os níveis de sucesso e seus planos de utilização continuada. Eles foram revelados no “The 2015 State of Scrum Report”, que em fevereiro de 2015 pesquisou quase 5.000 pessoas sobre a sua utilização de Scrum.

O grupo entrevistado foi diversificado, em 108 países e refletem áreas funcionais, incluindo TI, desenvolvimento de software, desenvolvimento de produtos, operações, recursos humanos, executivos, vendas e marketing, sendo que a maioria estava inclinada ao desenvolvimento de software (44%).

De acordo com o relatório, o Scrum vai além da TI. Mas TI segue sendo o principal utilizar da metodologia, seguido pela área desenvolvimento de prodtos e operações. 

Os entrevistados estão usando Scrum para encantar o cliente e o que é bom para o cliente, também é bom para o negócio. Praticamente metade deles disseram estar cumprindo os desejos do cliente com mais precisão, mas além disso viram benefícios sobre o negócio, em relação a reuniões e restrições de escopo. Esses fatores influenciam na entrega de incrementos e no orçamento de prazos. Destes, 87% acreditam que o Scrum melhora a qualidade do ambiente de trabalho, mas 71% acreditam que ao utilizá-lo cria-se uma tensão em outras partes da empresa que não estão usando Scrum ainda.

A maioria dos entrevistados relatou que:

  • O tamanho médio das equipes era de 7 pessoas
  • 60% Seguiram sprints de 2 semanas
  • 81% fizeram reuniões diárias
  • 83% fizeram reunião de planejamento antes de cada sprint
  • 90% utilizou algum artefato do Scrum, como product backlog, sprint backlog, etc, sendo que 56% os usam extensivamente
  • 81% realizam reuniões de restrospectiva
  • 33% tem equipes distribuídas e 26% trabalhando no mesmo local
  • 43$ combinam Scrum com Kanban 
  • 21% combinam Scrum com Lean

 Alguns dos insights gerais:

  • 87% dizem que o  Scrum melhora a qualidade de vida no trabalho das equipes
  • 81% acreditam que as certificações melhoram a prática
  • Em média, Scrum é é bem sucedido em 62% do tempo
  • 95% continuarão a usar Scrum

A Scrum Alliance fornece diversos conteúdos e pesquisas interessantes sobre o mundo Scrum. Em um destes conteúdos são listados os benefícios da transição para o Scrum.

Empresas que planejam mudar para Scrum, mas ainda estão inseguras, saiba que esta será uma maneira de aumentar a produtividade e que existem outros benefícios significativos que se tornam aparentes bem cedo, logo no processo de transição. Ao colocar pessoas para trabalharem juntas de modo colaborativo, insights começam a surgir rapidamente. Veja alguns dos benefícios apontados por profissionais que trabalham com Scrum:

Benefício 1: O Scrum cria uma cultura de comunicação

Desde que você realmente fazer todos trabalharem juntos e em equipe. O Scrum é sobretudo comunicação, todos precisam se explicar e deixar claro a todos o que estão fazendo. O Scrum coloca pessoas de especialidades diferentes para trabalharem juntas e só isso já é muito benefíco. Também as obriga  a melhorarem sua habilidade de comunicação. E você sabe, quem não se comunica, se trumbica.

Benefício 2: As ideias vem de todos os lugares

Hoje é impossível acreditar que ter uma pessoa só trabalhando na visão de um projeto e que ela será capaz de projetá-lo sozinha da melhor maneira possível é errado. Não dá pra alguém entender todos os aspectos de um projeto. A colaboração entre a equipe é fundamental e os membros descobriram juntos melhores formas de solucionar problemas, simplesmente porque as respostas podem vir de qualquer lugar. Nunca se sabe quem é que tem na manga a peça que faltava no quebra-cabeças. 

Benefício 3: Incrementos são reconhecidos

Quando as equipes passam a trabalhar por meio de releases e sprints algo incrível começa a acontecer. Elas não esperam apenas marcos importantes acontecerem, elas celebrar cada sprint finalizada e o time se sente recompensado por seus esforços durante o projeto, não apenas no final dele. E ai o que acontece? A produtividade também aumenta!

Benefício 4: Estratégias bem-sucedidas podem ser compartilhadas

Simplesmente porque no Scrum procuramos as melhores táticas para propagar, o tempo todo. Se a equipe encontra algo que funciona melhor, reforça isso e cria uma dinâmica de organização.

Benefício 5: A transparência do Scrum revela seus pontos fortes e fracos

Após implantar a cultura Scrum os problemas organizacionais e alguns processos que antes estavam mascarados em outro estilod e gestão são relevados. E as disfunções aparecem. Essa exposição a princípio pode assustar, mas a dinâmica de remover o quanto antes os impedimentos faz com que as coisas que antes empacavam comecem a caminhar. 

Benefício 6: As pessoas precisam prestar contas

A transparência leva à exposição dos membros da equipe. Inicialmente é desconfortável, mas logo começa a ser um impulsionador. Começam a aparecer aqueles que pouco contribuem, porque antes estavam acostumados a empurrar pra debaixo do tapete a questão. Ao prestar contas também temos outro benefício, as pessoas sabem claramente o que lhes foi pedido e podem pedir o apoio que precisarem para isso. 

Benefício 7: Reforça a liderança

A gestão ágil resulta em uma mudança nas relações de poder, remove títulos. Porque aqui não importa o nome do seu cargo, mas sua influência real no projeto. E ai as pessoas começam a trabalhar juntas de verdade, porque juntas é que o valor existe e assim as influências e o respeito começa a ser construído. As pessoas agem para ajudar, não porque um superior “mandou”.

Benefício 8: Com menos controle existe mais criatividade

Processos muito controlados não permitem criar. Aliás, odeiam que alguém seja criativo porque imagina que isso é perder tempo. Ao trabalhar em equipe existe flexibilidade, compromisso e adaptação entre os membros da equipe, além de um espaço para novas qualidades nascerem, porque não estão sob a demanda de uma gestão tradicional. Com o Scrum os gestores precisam soltar as rédeas e gerenciar objetivos que querem alcançar, não pessoas. A equipe é que vai trabalhar nesses objetivos usando seu conhecimento e experiência. Assim, as habilidades de liderança de todos podem crescer  – e realmente crescem. Não tem nada pior que um gerente de projetos desenhar sozinho um projeto e dizer sozinho como um produto será, sem considerar as ideias e o conhecimento dos membros da equipe. Essa liberdade para criar os leva a colaborar, adaptar e avançar de forma criativa. 

Benefício 9: Novos benefícios continuam surgindo

Ao término da implantação mais benefícios aparecem em inúmeras áreas. Os funcionários ficam mais satisfeitos, a qualidade dos produtos melhora, prejuizos financeiros por conta de desenvolvimento errado de requisitos diminuem. E muito mais.

Scrum tem funcionado? Como?

Talvez você ainda tenha dúvidas. A taxa de sucesso global de projetos
entregues utilizando Scrum é de 62%.  O desafio mais comum
para os entrevistados (52%) é identificar e medir o sucesso de projetos Scrum e o segundo (46%) é a transição do cascata para as práticas do Scrum. As certificações na área não são vitais, mas 81% disseram que elas ajudaram e muito.

Que variáveis impactam?

De acordo com a Scrum Alliance o tamanho da organização pode impactar no sucesso do Scrum. Conforme ele amenta, alguns pontos podem também ser alterados. Geralmente notou-se que as sprints ficaram mais longas, com quase 3 semanas e as equipes costumavam ter mais ou menos 10 membros. Os entrevistados disseram ainda que o apoio da alta hierarquia ajudou na implantação.

De modo geral, o Scrum tem expandido para outros departamentos dentro de organizações. A previsão é que ele continue crescendo, 95% disseram que planejam continuar usando-o

Flavia Gamonar
Certificada Product Owner e membro da Scrum Alliance
Professora universitária ministrando a disciplina de métodos ágeis no curso de pós-graduação em Engenharia de Software.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.

Últimos posts por Ramos de Souza Janones (exibir todos)

LEIA TAMBÉM:  Welcome to the Django: A arte de ser feliz programando