Angular 8: melhorias, renderização com Ivy e suporte a Bazel

Angular 8: melhorias, renderização com Ivy e suporte a Bazel

25 de julho de 2019 0 Por Ramos de Souza Janones
Powered by Rock Convert

As novidades do Angular 8 traz melhorias incrementais, incluindo a funcionalidade de carregamento diferencial, renderização Ivy e sistema de builds Bazel.

A equipe do Angular lançou recentemente a versão 8 do popular framework para criação de aplicações web de página única (SPA). A nova versão inclui muitas correções de bugs. Traz também melhorias incrementais, incluindo a funcionalidade de carregamento diferencial, e prévias do mecanismo de renderização Ivy e do sistema de builds Bazel.

carregamento diferencial é uma atualização importante na maneira como o Angular gera e entrega código, pois pode reduzir o tamanho inicial do pacote em até 20% para navegadores modernos. Para isso, a interface em linha de comando (CLI) do Angular agora gera dois pacotes separados: um pacote moderno voltado a navegadores que suportam o ES6, e um pacote legado para navegadores mais antigos. A decisão de qual pacote usar no navegador é realizada no momento do carregamento: a tag nomodule impede que navegadores modernos executem scripts marcados com a esta tag.

A composição exata do pacote moderno é determinada pela configuração Browserlist. Já os navegadores antigos recebem um conjunto maior e mais completo de polyfills. Vale destacar que o carregamento diferencial não é uma tecnologia específica do Angular já que existe em alguns outros frameworks, como o Dojo.

Curso completo de Games, inclusive Realidade Aumentada.Powered by Rock Convert

O Angular 8 também inclui várias melhorias para no CLI voltadas à usabilidade.

API Builder (também conhecida como API Architect) permite que desenvolvedores adicionem operações personalizadas a processos de construção do CLI, como implantação, testes na nuvem e linting (verificação de erros e boas práticas). A API Workspace fornece uma maneira de interagir com o arquivo angular.json, usado pelo Schematics, permitindo que desenvolvedores criem fluxos de trabalho personalizados para o CLI. O CLI do Angular 8 também simplifica a criação e o agrupamento de Web Workers.

Agilidade no desenvolvimento

O Angular 8 traz ainda alterações menores, que agilizam o desenvolvimento e mantêm o Angular atualizado com tecnologias atuais. Esses aprimoramentos incluem:

  • Atualização para a versão 3.4 do TypeScript, que passa a ser a versão mínima exigida;
  • Atualização da sintaxe para o carregamento sob demanda (lazy loading) de módulos de roteamento (alinhando-se ao padrão de importações dinâmicas do ES2020);
  • Aprimoração no processamento de URLs ngUpgrade.

Outras duas melhorias significativas ainda não estão prontas para produção e precisam ser ativadas por um flag opcional de preview (opt-in). O Ivy é a próxima geração do mecanismo de pipeline e renderização do Angular. Oferece melhorias significativas e pode ser ativado seguindo o guia de opt-in do Ivy. O Bazel é o mecanismo de builds interno do Google, que teve seu código aberto em 2015 e agora está sendo integrado ao Angular. Oferece várias melhorias, incluindo compilações e testes incrementais, suporte à compilação remota etc. Pode ser ativado seguindo o guia de opt-in do Bazel.

Leia também:  

É importante observar que esses novos recursos não devem ser considerados estáveis ​​o suficiente para uso em produção, ao menos por enquanto.

Mais sobre o Angular e sua documentação

O Angular é um software livre disponível sob a licença MIT. Contribuições são bem-vindas através do repositório do Angular do Github. Listas detalhadas das mudanças no Angular 8 estão disponíveis nos links registro de alterações e nos registros de mudanças Angular material e angular-CLI.

VOCÊ ESTÁ NAS SEÇÕES:  Programação » Framework Angular

 

React Native Do Zero Ao Profissional: crie apps para Android e IOSPowered by Rock Convert
Siga os bons!

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.




Frontend Do Zero Ao Profissional