Criando um local de trabalho ágil

Criando um local de trabalho ágil

11 de novembro de 2015 0 Por Ramos de Souza Janones
Powered by Rock Convert

James Osgood, fundador e presidente da OfficeFinder LLC, recentemente escreveu um blog sobre a criação de um local de trabalho ágil. James define o local de trabalho ágil como:

Um local de trabalho ágil é aquele que está em constante mutação, adaptando e respondendo às necessidades organizacionais. Agilidade exige uma relação dinâmica entre funcionários, gestão, trabalho, local de trabalho e a forma como a produtividade é medida. Muitas empresas estão descobrindo que, para atrair e reter os melhores e mais brilhantes funcionários, é preciso repensar o local de trabalho e como o trabalho é feito.

A criação de diferentes áreas de trabalho dentro da organização garante aos funcionários total liberdade e flexibilidade para trabalhar onde querem, quando querem.

Lee Parsons, gerente de marketing da Office Principles, destacou em um blog que o ponto chave do trabalho ágil é a idéia de que os trabalhadores recebem de volta o seu espaço e permissão para trabalhar onde eles se sentem mais confortáveis. Isto poderia ser um sala tranquila, um espaço colaborativo com bancos, uma poltrona ou uma mesa tradicional.

Curso completo de Games, inclusive Realidade Aumentada.Powered by Rock Convert

Osgood, explica as quatro leis do local de trabalho ágil como segue:

  1. O acesso às informações da empresa: os funcionários ou membros da equipe precisam ter acesso às informações da empresa a partir de vários dispositivos. Além disso, um layout para o ambiente de trabalho que incentive a colaboração.
  2. Local de trabalho escalável: O local de trabalho ágil deve ser adaptável. Dependendo dos serviços ou produtos, as organizações provavelmente encontram aumento de vendas em determinadas épocas do ano e desaceleração em outras. A fim de ser ágil, poderia ser considerada a redução ou um melhor dimensionamento da área de trabalho sazonalmente.
  3. Local de trabalho ágil para a equipe de TI: Um local de trabalho ágil para equipes de TI deve permitir que os membros da equipe ajudem uns aos outros sem que pra isso seja necessária uma hora de caminhada.
  4. Aproveite o poder: Para ser realmente ágil, acompanhe regularmente sites de mídias sociais e fique de olho nas respostas dos seguidores e nas tendências sociais emergentes.

Simon Evans, escreveu uma notícia no The Sydney Morning Herald, informando que a KPMG gastou US$ 7 milhões em um novo protótipo de local de trabalho moderno e com estrutura flexível, adotando um novo estilo de ambiente para os funcionários. Esse local de trabalho ágil, iniciado a partir do escritório da KPMG em Adelaide, pode ser expandido para outros escritórios da KPMG em capitais. Evans descreveu algumas características chave do novo protótipo:

O escritório está dividido em zonas. Caso alguém não queria ser incomodado pode ir para a zona de “foco”. Se alguém estiver vagando nas zonas de “colaboraração”, então, estará pronto para muita interação. Se alguém tiver alguma ideia interessante, então deve ir para a zona “faísca” onde lá irá expôr essa ideia em uma das telas eletrônicas ou quadros construídos nas paredes.

Não se incomode procurando por um telefone com um handset em qualquer uma das mesas para fazer uma chamada, porque não existem. Todo o escritório funciona através de notebooks. Basta colocar um fone de ouvido para atender a chamada, que é encaminhada através de seu notebook.

Ah, se gostou deste artigo, vai adorar este livro:

Livro do curso: Marketing para Empresas e Profissonas de Software

capalivro

Esta obra tem como objetivo levar o leitor a pensar sobre todas as estratégias de mercado a fim de se destacar da concorrência no setor de software, aumentando suas chances de vendas. 

Em todos os capítulos do livro há estudos de casos, conteúdos complementares e dicas de ferramentas que tornam a obra completa, levando o leitor a uma reflexão de todo seu negócio e tornando-o competitivo e lucrativo.

Mais sobre o livro….

Este artigo foi originalmente publicado

Powered by Rock Convert
Curso de Inglês para Programadores.Powered by Rock Convert

Ramos de Souza Janones

Janones, é um empreendedor brasileiro apaixonado por empreendedorismo e tecnologia. Ao longo dos anos trabalhando com o desenvolvimento de softwares desktop desde a linguagem Clipper, passando pelo Delphi e atualmente com Java.

Optou pela formação de Publicidade e Marketing por sua segunda empresa de tecnologia ter participado do "boom" da internet nos anos 90 e na procura de melhorar seus conhecimentos em negócios.

Em razão da principal formação e profundos conhecimentos em programação e banco de dados, é capaz de realizar o desenvolvimento de aplicativos web, desktop e mobile com maior criatividade e inovação que profissionais de desenvolvimento com uma formação única e mais especifica, dedicada somente ao desenvolvimento de softwares.

Com toda sua experiência com empresas de software, sua formação e paixão por negócios escreveu o livro "Marketing para Empresas e Profissionais de Software", publicado pela editora carioca Ciência Moderna em 2012. Além de outros livros sobre programação.